Balneário Camboriú, Garopaba e Florianópolis – Um Roteiro Para Curtir com Crianças

Santa Catarina é um estado com diversos roteiros de viagens. Neste post, apresentamos Balneário Camboriú, Garopaba e Florianópolis – Um Roteiro Para Curtir com Crianças.

Balneário Camboriú, Garopaba e Florianópolis - Um Roteiro Para Curtir com Crianças

Não sou muito de repetir roteiros de viagens de férias. Por mais que eu ame alguns lugares, tenho aquela dificuldade em aceitar que há tanto para conhecer, pra que repetir a figurinha?

O litoral de Santa Catarina é assim pra mim, mais especificamente a região entre Balneário Camboriú e Florianópolis, pois como temos conhecidos por lá, sempre que podemos, damos uma escapada de alguns dias para aquela região. Mas férias, que nos permite mais tempo, escolhemos destinos mais distantes e preferencialmente desconhecidos.

Dessa vez foi diferente. A data de férias era meio incerta e não pudemos nos organizar com antecedência.

Mas….se há algo que nos motiva a viajar é

1- Conhecer destinos e culturas;

2- Aumentar memórias afetivas;

3- Conhecer ou rever pessoas

Passeando aqui pelo blog,  pelas tags de viagem, vocês podem perceber que somos viajantes híbridos: Vamos muito bem do camping ao resort, basta a motivação correta.

Mesmo assim, cada viagem que fazemos a Balneário Camboriú e região, apresenta aspectos diferentes, tanto por conta das pessoas que compõem nossa “equipe”, quanto pelas experiências que vivemos e até mesmo, praia que conhecemos.

Balneário Camboriú, Garopaba e Florianópolis - Um Roteiro Para Curtir com Crianças

Era a primeira vez de Arthur em Balneário. Apesar de ser figurinha repetida, por inúmeros motivos, desde que ele nascera não tínhamos voltado lá. Portanto nosso olhar foi voltado para um lazer infantil.

Foi também nossa primeira vez via aéreo. Geralmente vamos de carro, mas confesso que fiquei com medinho de encarar a Regis (coisas de mãe). Escolhemos pela primeira vez a Azul, que nos surpreendeu com seu serviço e facilidades a bordo, como espaço interno e

Nosso ponto de chegada e partida era Floripa, então alugamos um carro e fomos direto para Balneário, nossa primeira parada.

Chegamos já no final da tarde, mas isso não impediu que Arthur, ao ver o mar, já saísse correndo, com aquela alegria infantil, e entrasse no mar gelado. Se divertiu bastante.

Logo na quarta feira, nosso primeiro dia completo, fomos para o Beto Carrero. O maior parque temático da América não deixou a desejar. Grande, bonito e organizado, um excelente passeio com a família, especialmente em uma quarta feira despretensiosa de abril, não enfrentamos filas e pudemos brincar o suficiente com Arthur.

Beto Carrero

Ao comprar o ingresso, fique atento a programação dos shows.

Dia seguinte, fomos rever nossos amigos. Escolhemos a praia do Estaleiro para passar o dia. É uma das praias que mais gostamos na região, porém com crianças, e especialmente fora de temporada, Laranjeiras seria uma opção com mar mais calmo.

Praia do Estaleiro

Ao final do dia, visitamos também a Passarela da Barra, localizada na Barra Sul. Excelente ponto de visitação e mirante. Há um ótimo parque quase abaixo da passarela, bem iluminado. As crianças brincaram bastante.

Sexta feira partimos para Garopaba. Anos viajando para aquela região, mas não tivemos a oportunidade de ir mais ao sul. Nos hospedamos na Pousada Região, na praia da Ferrugem, e para nossa surpresa (e uma falha do site de reservas) fomos os únicos hóspedes naquele final de semana.

Praia da Ferrugem

A região é muito tranquila e rural, apesar de litorânea. Ficando com a pousada inteirinha para nós, tivemos acesso a cozinha, onde preparamos nosso café da manhã do jeitinho que a gente gosta. Uma liberdade e paz inigualável naqueles dias de páscoa.

A praia da Ferrugem é muito procurada para surf, então as águas são radicais, porém há o rio Ferrugem, que dá nome a praia por conta de sua cor avermelhada. De águas claras e tranquilas, as famílias se reúnem em seu entorno.

Há também um morro que serve de mirante, onde pode-se contemplar o mar e a beleza das praias.

Visitamos também a praia do Rosa, também procurada por surfistas. Linda praia com aquele clima roots, mas um certo charme em suas pousadas, restaurantes e frequentadores. Muita gente bonita.

Praia do Rosa

Ficamos próximos a lagoa do meio, mais uma decisão acertada com criança. Água morna e tranquila.

Nosso terceiro e último dia na região, visitamos as Dunas do Siriú. Não precisa nem dizer o quanto Arthur se divertiu nas dunas. Haviam pouquíssimos visitantes por ali, o que nos dava a tranquilidade de ver o menino correr e rolar pelas dunas, sem preocupação com estranhos.

Subiu e desceu inúmeras vezes. Elliot e eu aproveitamos para nos desafiar em 10 subidas de dunas. Haja perna…hahahaha!

Dunas do Siriu

Na praia extensa de águas tranquilas, pudemos caminhar de mãos dadas, conversando e aproveitando a companhia um do outro. O dia estava bem fechado, alternando período de garoa e um pouco de vento. Por sorte não estava frio, mas não deu coragem de encarar o mar.

Segunda feira era o dia de partirmos para Floripa. Nos arrumamos bem cedo, tomamos café e partimos para a Guarda do Embaú.

A cidade estava bem vazia. Estacionamos com tranquilidade. Para chegar a praia, é feita uma travessia por barco através do rio ou uma trilha. Que lugar incrível. Queremos voltar!

Guarda do Embaú

Almoçamos por ali, no final da tarde, e partimos para Florianópolis. Nos hospedamos no Tropicanas Apart Hotel (super recomendo), bem localizado e de ótimo custo benefício, com piscina externa e interna (aquecida) e play para crianças. Apesar do hotel estar em reforma, não percebemos essa movimentação. Em breve contará com outras áreas sociais, como academia, por exemplo.

Nossa primeira praia foi a Lagoinha do Norte. Praia tranquila de águas quentes. Chegamos bem na hora dos pescadores retornando do mar. Passamos um dia gostoso. Nos divertimos ali com quase nada. Não posso deixar de registrar a inesquecível corrida de folhas que fizemos no riozionho que corre na entrada da praia, já que esse blog não deixa de ser um espaço para reservar nossas memórias.

Lagoinha do Norte

Visitamos também a Barra do Farol. Outra praia de águas quentes e tranquilas. Com ótimo ponto para fotos. Dali, seguindo pela ponte, pode-se percorrer uma trilha de fácil nível de dificuldade, para uma prainha bastante reservada, linda e de águas límpidas. Mais adiante na trilha, cerca de 30 minutos, chega-se as piscinas naturais (fica vizinha a Galhetas).

Até a prainha é indicado para crianças, mas seguir até as piscinas pode ser um pouco decepcionante, pois não há acesso fácil à piscina: quem quiser pode mergulhar, direto das pedras, e voltar a nado, retornando também pelas pedras.

Praia da Barra

Nosso último dia de praia, visitamos a Praia da Daniela, vizinha a badalada Jurerê Internacional. Única praia que fica de frente ao continente, tem águas claras, quentes e calmas. Havia tão poucas pessoas na praia que pudemos deixar Arthur brincar livremente, com certo nível de distância.

Praia da Daniela

Nessa região, quero deixar uma dica de almoço, ou até mesmo para preparar lanches: o Mercado Imperatriz. Um almoço variado com preço honesto, serve até as 15h. Além disso, a padaria serve salgados e lanchinhos perfeitos para levar para a praia.

No dia de embarque de volta para casa, nosso voo era a tarde, mas o check out no hotel, as 10h. Tomamos então um reforçado café da manhã e fomos visitar a Fortaleza de São José da Ponta Grossa.

Fortaleza de São José da Ponta Grossa

Uma linda construção do século XVIII, tombada como patrimônio Histórico e Artístico Nacional, restaurado e mantido pela UFSC.

Tiramos lindas fotos. Arthur brincou de pirata, uma forma de explicarmos a ele o que era aquela construção. A capela da fortaleza é aberta ao público e permite casamentos: Já quero!

Demos uma passada no mirante da Lagoa da Conceição e fomos visitar o Batalhão do Corpo de Bombeiros que fica quase sob a ponte Hercílio Luz, justamente para tirar algumas fotos desse cartão postal da cidade.

Passamos esses dez dias grudadinhos. Criando memórias afetivas. Praticamente desconectados.

Viajar fora de temporada nos permite escolhas e liberdade.

Mesmo em um destino repetido, pudemos fazer uma viagem completamente nova, que ficará em nossos corações pois foi realmente muito especial.

Publicado por Estela Maria em 15 de maio de 2017 às 16:36

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

  1. Ah! Que delícia de memórias! Eu sou de Floripa, conheço bem a região. E sempre tem coisas novas para se conhecer!

  2. Nossa, que saudade de Santa Catarina! As praia são lindas. Faz muitos anos que não vamos ao Balneário Camboriú, deu vontade de viajar … beijos

  3. Lugar lindo, família linda!!! Em outubro vamos para o Costão do Santinho e certamente vou dar uma passada no BC. Adorei sua postagem!!!

  4. Que delícia de roteiro e que paisagens lindas!
    Sou doida para conhecer…
    bjs
    Lele

  5. Uau, que maravilha! Já anotei as dicas para as próximas férias!