Medo de Errar

A sociedade moderna está cada dia mais exigente e ao que parece, erros não são tolerados. Nos submetemos a diversas atividades no dia a dia, especialmente as mães (me desculpem rapazes, mas é verdade!), nos dividimos em mil e ao menor descuido, a cobrança é imensa, quer seja da sociedade e principalmente, de nós mesmos. Estamos sempre no limite do estresse, buscando a excelência em tudo que fazemos.
A frase “errar é humano” tantas vezes é utilizada para nos consolar, nos fazer olhar para frente e seguir. Digo tudo isso em primeira pessoa porque me incluo. Apesar de fazer um autocoaching quase que diário, não estou isenta de um certo sentimento de impotência por não conseguir dar conta, com a qualidade que gostaria, de todo o compromisso que assumo. Minha culpa, minha máxima culpa.
Durante nossa vida, desde criança, somos acostumados a evitar frustrações e projetar apenas expectativas positivas, caso contrário, recebemos punições como, por exemplo, “tirou notas baixas, vai ficar sem férias”, “não se comportou, fica de castigo”, ao não atingirmos nossas metas, somos repreendidos pelos nossos superiores, não importando o que houve ou o quanto isso significou. Ficamos encarcerados pelo medo do erro.
Medo de Errar
Costumo usar uma frase: “Esperar o melhor, mas preparar-se para o pior”
Não dá pra negar que imprevistos acontecem e nos levam a erros e fracassos. Somos humanos, tomamos decisões erradas, nos frustramos. Mas o principal de tudo é não se apegar ao erro ou ao fracasso. Erros também nos ajudam a continuar a caminhada. De fato, apesar do amargor do erro, a humanidade só progride através do fator erro e acerto.
Claro que acertar é sempre melhor, poupamos tempo, energia e dinheiro. Geramos expectativas positivas e tudo flui melhor, mas não podemos descartar o fator “erro” e muito menos nos deixar se abalar com isso. Sofra seu luto, mas levante a poeira e renove-se.
A maioria das pessoas de sucesso, errou muito. Recebeu diversos nãos. Planejou, replanejou inúmeras vezes até vencer.
Se errar é inevitável, precisamos aprender com o erro. Ao iniciarmos nossa vida, quando começamos a caminhar, quantas vezes caímos e levantamos? Quantas vezes precisamos da mão de alguém de confiança? Quantos tombos e hematomas cultivamos? Isso não impediu a grande maioria de nós de andar. Até nosso cérebro entender a dinâmica do equilíbrio e das passadas.
Estratégias para perda de peso
Precisamos enfrentar nossos erros com bastante humildade e gratidão. Um espírito grato e proativo pode não compreender, em um primeiro momento, o porque dos erros e fracassos, mas certamente a vitória tem tanta importância quanto o fracasso, pois aprendemos e nos aperfeiçoamos. Estudos científicos e corporativos são desenvolvidos baseados nos fracassos, até chegarem a casos de sucesso com economia e eficiência. Em nossa vida pessoal não deve ser diferente.
“Ganhar é bom e importante, mas errar é humano e instigante” já dizia o ditado. Nos impulsiona à mudança, nos transforma e nos fortalece.
Saia de sua zona de conforto, não tenha medo de errar.

Publicado por Estela Maria em 16 de setembro de 2015 às 23:06