Buenos Aires e 14° Semana

Chegamos à tarde em Buenos Aires após a tranquila travessia do Rio da Prata através do Buquebus. Apesar de ser domingo, já dava pra perceber o quão maior é essa cidade quando comparada a Montevideo, mas o frio parecia ser o mesmo… Jantamos empanadas acompanhadas de Quilmes.
Ficamos hospedados no Hostel Suites Flórida, na calle Florida, uma movimentada rua de comércio do centro. E após um reforçado café da manhã, fomos de trem para um outro município chamado Tigre, onde a vida acontece sobre as águas de seu delta.
Em frente ao Museo de Arte Tigre
Tigre é uma cidade linda, organizada, limpa. As casas dos moradores e as casas de veraneio ficam sobre as “ilhas” do delta, que é cortado por vários de seus afluentes. Tudo chega ao interior da cidade através de vias fluviais, os moradores não tem carro e sim barcos, assim como os “ônibus”, o mercado, e tudo o mais. Fizemos então um passeio guiado onde aprendemos e conhecemos um pouquinho da história daquele lugar, bem como seu meio de vida, um tanto charmoso. Descemos na cidade e almoçamos lindamente no restaurante Las Brujas.
No hostel, havia jantar 2°, 3° e 4° desde que se comprassemos as bebidas no restaurante anexo, o Fusion, então por ali ficamos nessas noites.

Visitamos também o Museo de La Pasión Boquense e o Caminito. Tem gente que não gosta, mas nós sim. O bairro, onde nasceu uma das maiores paixões argentinas, o C.A.Boca Juniors, tem uma história incrível, inclusive teve 1 dia em sua história em que foi considerada uma República Independente, gira em torno do clube sim, pois sua história se confunde, mas também é local de nascimento de um dos artistas  mais importantes da Argentina, Benito Quinquela Martin. O Caminito, com suas casinhas coloridas, hoje abriga lojas de artesanatos, restaurantes e ateliers. Almoçamos por lá onde tivemos a oportunidade de assistir a apresentações de Tango e Malambô.
Parece um tanto inusitado, mas visitar um cemitério pode ser incrível. Todos dizem e pudemos comprovar que o Cemitério da la Recoleta é ums excelente opção cultural em Buenos Aires. Após caminhar por suas elegantes ruas, fizemos uma visita guiada ao cemitério. Lá estão os corpos de personalidades importantes da história argentina, então, durante a visita tivemos mesmo foi uma aula de história. O almoço foi no San Juanito (Posadas, 1515), deliciosas empanadas acompanhadas de vinho – Super recomendo!!!

Finalmente conhecemos os principais pontos turísticos do centro: Casa Rosada, Catedral, Cabildo, Obelisco. Visitamos também o bairro de Palermo, onde encontram-se os famosos outlets. Nessa visita, perdemos tempo…. nada de ofertas, aliás, acredito que há algum tempo já não vale a pena comprar em Buenos Aires, tudo está bem caro, até uma água. Neste dia, nos encontramos com amigos de SP, e fomos jantar com muito requinte em Puerto Madero.
Nossos amigos Anderson e Adriana
O Zoo também fica em Palermo, é uma excelente opção, tanto a dois e principalmente com crianças. Muitos animais ficam soltos e todos os outros ficam muito próximos, sendo possível comprar comida especial para alimentá-los. Além disso, a estrutura do parque é linda, e há animais que não temos em SP, como o urso polar. 














Neste dia tomamos um delicioso café da tarde no mais que centenário Café Tortoni, estar alí onde tantas pessoas importantes frequentaram e ainda frequentam é algo peculiar, sem contar que o chocolate espesso é coisa de outro mundo!
Aos finais de semana e feriados, é possível fazer uma visita guiada à Casa Rosada. Aprende-se mais um pouco da história política argentina, e conhecemos as salas onde acontecem as reuniões e decisões daquele país.  
Finalizando a viagem de férias, foram 10 dias de imersão cultural e gastronômica em nossos hermanos porteños (entre Montevideo e Buenos Aires)Muito frio, muita andança, boa comida, boa bebida. 
Foi tudo ótimo comigo, felizmente já havia passado os maus sintomas da gestação, pude tomar vinho e cerveja com moderação – afinal não sou de ferro – mas chegava ao fim do dia “quebrada” de tanto andar. A lombar pedia descanso, assim como os pés. Já estou preparada pra voltar pra academia. Férias assim na cidade, acho que vai demorar um pouquinho…

Publicado por Estela Maria em 16 de julho de 2012 às 17:43