Como Escolher a Escola do Seu Filho – Método Montessori

Como escolher a escola do seu filho Método Montessori, continuando a série que busca trazer esclarecimento sobre as diversas pedagogias educação infantil.

Antes disso, algo bastante importante, em meu ponto de vista, a ser observado, além da distância, de casa ou do trabalho, é também a distância de algum parente ou amigo próximo que possa buscar a criança em caso de necessidade, na ausência ou atraso dos pais.

Escola Montessoriana

Nessa loucura de grandes metrópoles, não é raro ficarmos presos no trânsito e a criança ficar esperando…

Outra observação que considero importante, mesmo acima do tipo de pedagogia nesses anos iniciais, é a qualificação profissional das professoras e cuidadores.

Escolas pequenas nem sempre conseguem contratar professores suficientes para as turminhas, deixando as crianças a cargo de excelentes cuidadores(as), mas em minha opinião, um profissional deve sempre ser responsável pela turma.

Voltando a questão pedagógica, em Como Escolher a Escola do Seu Filho – Método Montessori, trago em simples palavras, como funciona a Pedagogia Montessoriana, lembrando que fica muito difícil trazer para a linguagem do blog, toda a pedagogia, que leva anos de estudo.

Metodo Montessori

Trago aqui apenas algumas referências e um breve resumo em linguagem prática na tentativa de ajudar as mamães a entenderem melhor tais pedagogias.

Primeira médica a se formar na Itália, Maria Montessori iniciou sua “pedagogia” dando maior atenção as crianças com deficiências. Com um olhar para o “ser individual”, a pedagogia que desenvolveu busca a educação através da liberdade, atividade e independência do indivíduo (criança), de forma que este indivíduo possa traçar seu próprio caminho para a vida.

Desta forma, as escolas que se pautam por essa pedagogia, devem fornecer subsídios (material didático) para que cada criança construa seu próprio conhecimento através de observação e experimentação.

Metodo Montessori

A Pedagogia Montessoriana propõe o desenvolvimento do conhecimento e não a transmissão de conhecimento, portanto todo o ambiente deve ser e estar voltado a este desenvolvimento, desde móveis aos objetos colocados nestes móveis, ao alcance e atraentes para que a curiosidade seja fomentada e a partir dela o conhecimento.

Busca portanto a construção de uma criança autônoma e independente, onde o meio é mais “educador” que os “professores” por assim dizer.

O professor em uma escola de Pedagogia Montessoriana é um canal para o conhecimento e não o ser central que transmite o conhecimento. Sendo assim, nesse estágio de aprendizagem, a criança se “auto-educa”, os objetos e o meio lhes mostram erros e acertos, e tudo isso pautado pelo estágio de desenvolvimento psíquico e motor de cada criança, e ao interesse de cada indivíduo, já que o método se mostra altamente individualizado.

Metodo Montessori

O ambiente em uma escola Montessoriana é fortemente atrativo para cada fase do desenvolvimento infantil, sendo atrativos, coloridos, simples, leves, resistentes, e únicos, com objetivo de saber explorar tal objeto, e retorná-lo ao devido local, até mesmo limpá-lo caso seja necessário, estimulando dessa forma também a necessidade de organização e partilha.

Caso alguma criança queira utilizar algum objeto que está com outra criança, deverá aguardar seu momento, exercitando assim a paciência, a disciplina e minimizando a competitividade própria da idade.

Todavia, com uma pedagogia centrada no aluno, individualizada e construída à base da independência de cada indivíduo, tal pedagogia se mostra eficiente especialmente nos anos iniciais. Mas em níveis mais avançados como fundamental e médio, a educação coletiva ainda se sobrepõe à individualizada, com programas e metas a serem atingidas pelo grupo de alunos.

Ao escolher uma escola Montessoriana para a criança em fase de educação infantil, é importante também que a família tenha um preparo para entender que cada indivíduo tem seu tempo de aprendizagem, seus interesses e estágios de maturação (psiquica e biológica), e portanto não gerar ansiedade sobre os resultados de sua aprendizagem e principalmente não fazer qualquer tipo de comparação entre ele e o coleguinha.

Metodo Montessori

O ambiente em casa também deve ser adaptado conforme a pedagogia, de forma a ajudá-lo a desenvolver suas capacidades e habilidades, conforme a linguagem pedagógica em que está sendo orientado.

Ressalto: Visitar a escola por diversas vezes, conversar com outros pais, estar em acordo com a família e sentir segurança no ambiente é o fator principal. Ao passar pelo período de adaptação, logo a criança deve demonstrar felicidade ao ir para a escola, pois todo ser humano gosta de se ver progredindo, e a escola é um lugar de progresso. Para o melhor desenvolvimento e aprendizagem do seu filho, ele deve estar seguro e feliz, essa segurança começa em casa.

Publicado por Estela Maria em 30 de julho de 2014 às 19:45