Orçamento Pessoal

Para quem ainda não sabe, sou Coach Financeiro. Na minha opinião, o orçamento pessoal é a chave para o sucesso! Antes mesmo de sanar dívidas, poupar e investir, ter o controle do seu fluxo de caixa é fundamental.
Tem pessoas que pensam que ao ter que anotar todas suas receitas e despesas é algo que aprisiona, eu garanto que é bem o contrário, liberta.

orcamento-pessoal

Na relação dinheiro x pessoa alguém tem que dominar. Ou você domina ou o dinheiro te domina e já dou o exemplo:
A pessoa quer um carro:
1) Se ela tem total controle sobre o dinheiro, ela compra o carro que quer
2) Se ela tem algum controle sobre o dinheiro, ela compra algumas opções que o dinheiro permite
3) Se ela não tem controle sobre o dinheiro, simplesmente fica querendo o carro, não compra
Então, conhecer de onde vem seu dinheiro e para onde vai seu dinheiro pode ser libertador!!!
Existem muitos aplicativos para smartphone que já disponibilizam um orçamento básico. Eu, particularmente, ainda prefiro uma planilha de Excell pois eu consigo personalizá-la ao máximo conforme minhas receitas e despesas.
Mas vamos do início.
Receita é todo dinheiro que entra. Cada pessoa pode preferir de uma maneira, mas eu gosto de computar o valor líquido, ou seja, não me apego àquilo que o governo retem de impostos. Mas fique atento: empréstimo consignado (folha de pagamento), desconto de convênio médio, desconto de previdência privada, qualquer outro gasto a mais, deve entrar sim na planilha, pois o fato de ser debitado da folha de pagamento só facilitou o serviço.
A receita vem de algumas fontes: nosso trabalho principal, trabalho extra, aposentadoria ou pensão, valores que recebemos de royalties, direitos autorais, aluguéis, enfim, todo dinheiro que entra no fluxo de nosso caixa (passa pela nossa conta).
Despesa, obviamente, é tudo aquilo que sai. E aí que temos que tomar cuidado.
Voltando ao exemplo do carro, que citei acima. Tem gente que pensa que quanto mais se ganha, mais fácil conquistar as coisas. Ledo engano. Conheço e tenho certeza que você também, pessoas que ganham pouco e sustentam adequadamente sua família, sem dívidas, bem como pessoas que tem bons salários e estão sempre com a corda no pescoço. Conquistar as coisas é uma questão de controle e inteligência financeira, não necessariamente de dinheiro.
As despesas podem ser definidas em níveis, lembrando que obrigatório é diferente de importante.

orcamento-pessoal

Despesas Obrigatórias Fixas – Aquelas que não temos como negociar o valor mas são obrigatórias para nossas sobrevivência. Aqui entram aluguel, prestação da casa, condomínio, por exemplo. Afinal a moradia é essencial para sobrevivência e os valores sofrem reajustes anuais.
Despesas Obrigatórias Variáveis – Precisamos dela para sobrevivência porém podemos buscar alternativas para minimizar o gasto, como por exemplo, alimentação, telefone, luz. São essenciais, porém podemos reduzir, no caso de alimentação, buscar algo equivalente e de menor valor.
Despesas Não Obrigatórias Fixas – Posso fazer ajustes antes de cortar, em uma situação extrema. Não são de necessidades prioritárias mas importantes, como seguro, academia, celular, TV a cabo, assinatura de revistas, ou seja, podemos viver sem isso mas os valores são fixados.
Despesas Não Obrigatórias Variáveis – Posso fazer ajustes antes de cortar em uma situação extrema, como salão de beleza, restaurante, cinema.
Um orçamento permite a visualização de cada item, em um plano geral, permitindo que se observe despesas desnecessárias e gastos fantasma. Ao comprar um carro, olhamos várias vezes o preço, pesquisamos, pechinchamos e nos planejamos, afinal é um grande valor, mas o tal cafezinho muitas vezes não é computado, e de cafezinho em cafezinho, gastamos uma parcela do sonhado carro no mês.
O que é seu cafezinho??
Claro que para tudo tem lugar, e essa é a magia do orçamento, afinal, ninguém sobrevive sem lazer, e aqui comparo finanças com atividade física, minhas duas áreas de formação:
Você, sedentário ou pouco ativo, se propõe a entrar na academia e fazer uma aula de crossfit com o professor mais carrasco. Vai 1, 2, 3, na 4° aula não aguenta o ritmo, ainda não é pra você aquela intensidade. Teu corpo precisa se adaptar.
Com o orçamento é a mesma coisa. Se você gosta daquele churrasquinho em casa aos finais de semana, tente incluí-lo em seu orçamento, de forma a não precisar cortar. Procure reduzir os gastos em algo que para você é menos importante, pois o churrasco é algo que lhe faz bem.

Vou deixar a lição de casa agora. Durante uma semana anotar na agenda todo o tipo de gasto, e procurar verificar uma média de gastos mensais, pois os grandes gastos geralmente temos anotado, como a prestação, a compra do mês, as parcelas, etc… e anote na planilha abaixo:

Orçamento

Semana que vem vamos aprender a gostar do orçamento. Garanto! Vocês tem um futuro brilhante pela frente!!!

orçamento pessoal

Publicado por Estela Maria em 28 de maio de 2015 às 21:43